quarta-feira, 20 de maio de 2009

Lembranças



Cavaleiros das manhãs,
Senhores dos 4 cantos,
Passeiam pela sala
A mando de meu sonho.

E digo que a mesa é repleta
É cinza na barra do horizonte...
Pai e mãe com sorrisos sem cor
Servem os olhos grandes fixos no rosto.

Fogueira acesa no canto da mesa, ela tem 16
Rapidez imaginação e encanto, ele não é nenhum santo!
Meia de seda esgarçada, vida cansada enfim!
Exala da boca pesada grave voz...”senhor tenha pena de nós”.

4 comentários:

Avassaladora disse...

Como o apelo da Tina, lá ni Prozac, não poderia deixar de vir cionhecer o mais novo colega blogueiro...rs

E já nos surpreende om poemas lindo!

Mas tb já li que és cantor, compsitor e escritor... Logo, tudo aqui beira a perfeição...rs



Beijos!

A.Tapadinhas disse...

Avassaladora vai na frente!

Essa foto, não é de Piódão, porque tem esse verde nas portas e Piódão tem azul... mas é lá perto...

Fiquei seguidor...

Abraço.
António

Walmir Lima disse...

Miro

Que já admiro
Confiro
Tua palavra
E a minha não retiro
Prefiro
Teus versos,
Tua lira, teu giro.

MIRO disse...

Avassaladora!
A.Tapadinhas!
Walmir!

obrigado pelo incentivo....como iniciante dependo de vossa análise e críticas.....para melhorias.

abraços